sexta-feira, 15 de abril de 2011

Opiniões

É fato. O mundo em que vivemos está cada vez mais intolerante. Na era das redes sociais, blogs, tumblrs, podcasts, etc, em que cada um pode expressar os seus pensamentos para o mundo, aonde todas essas redes possibilitam a criação de uma fantástica rede de interações, opiniões e debates, este mesmo mundo em uma triste contradição começa a criminalizar e ser intolerante a opiniões. Não somente no que diz respeito a um tema específico, mas as pessoas estão menos tolerantes em relação às opiniões em si. Se a sua opinião não condiz com a de determinado grupo seja ele religioso, social, político, etc, você terá boas possibilidades de entrar em apuros.

Assustador esse preconceito contra quem se dispõe a opinar. Esse triste quadro se torna ainda pior quando vemos que ele é incentivado por ícones - sejam eles políticos, religiosos ou midiáticos. Na maioria das vezes, pessoas despreparadas com a desculpa de serem arautos dos direitos humanos, ou heróis no combate à injustiça e a própria intolerância. Acabam apenas gerando ainda mais agressividade e intolerância e por muitas vezes apenas buscam RT’s, followers ou quem “curta” o seu heroísmo patético ou alguns minutos em programas de TV do calibre de um Superpop.

A tolerância é uma estrada a ser trilhada, e essa estrada tem duas vias: direito e obrigação.

Cada um tem o direito de ter a opiniões que quiser ou de não ter nenhuma e ao mesmo tempo a obrigação de respeitar a opinião do outro ou a ausência dela.

Cada um tem direito de discordar ou não seguir uma opinião qualquer que seja ela e ao mesmo tempo cada um tem a obrigação de respeitar aquele que discorda ou não segue a sua opinião.

Tornar uma opinião uma verdade absoluta é uma grande irresponsabilidade. Opiniões são para concordar ou discordar. Simples assim.

Obviamente nem todos vão concordar e nem todos vão discordar desse texto. Espero que isso aconteça, pois esse texto é tão somente uma opinião.

Um comentário:

  1. Hoje em dia você não pode ter opinião. Isso passou a ser ofensivo. Vc tem que pensar em série. O diferente é crucificado. A intolerância chegou num patamar onde as relações humanas se tornam perigosas.

    Excelente post querido!

    Beijão

    ResponderExcluir