segunda-feira, 21 de junho de 2010

Dunga e o caos

Em certo momento do filme The Dark Knight, o Coringa se define como “um agente do caos”. Sem qualquer senso de certo ou errado, ele está ali tão somente para ver e fazer o circo pegar fogo.

Não morro de amores pelo Dunga, mas não posso negar que tenho achado muito interessante que ele nesses últimos dias tenha assumido o papel de agente do caos e esteja fazendo a toda poderosa, onipotente, onipresente e incontestável Rede Globo perder as estribeiras.

Não creio que o problema do Dunga seja com o Alex Escobar. Não é pessoal. O problema do Dunga é com a Globo, e como futebol aqui no Brasil é poder, não é todo dia que alguém com poder, bate de frente com a Globo.

Ele não tem nada a perder. Ele não quer nem saber se está agradando ou não, afinal treinador da Seleção não é pago para ser simpático. Se fosse assim contratariam o Celso Portiolli.

Dunga é um saco. É um porre. É enjoado... mas é o Dunga. Não finge ser outra pessoa. E está fazendo uma pequena revolução nos meios de comunicação. Sim a Globo foi desafiada, foi atacada e acusou o golpe.